Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"Não participei de acordo", diz senadora do PP que votou pela derrubada do veto a reajuste de servidores

“Não participei de acordo”, diz senadora do PP que votou pela derrubada do veto a reajuste de servidores
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

A senadora Daniella Ribeiro (PP) entrou em contato com O Antagonista para justificar seu voto pela derrubada do veto de Jair Bolsonaro ao aumento de salários de servidores envolvidos no combate à Covid-19.

“Estão falando em irresponsabilidade. Não é verdade. Estão falando em rombo. Também não é verdade. Eu tenho muita responsabilidade em meus votos. Votei [pela derrubada] porque o veto trazia um impedimento para que os governos municipais e estaduais com condições orçamentárias dessem reajustes a profissionais que estão na linha de frente do combate à Covid-19.”

A senadora afirmou que havia dito a Ciro Nogueira, o presidente do partido, que “não conseguiria” votar para manter o veto.

Ela disse que a situação dos profissionais de segurança e de saúde em seu estado também a sensibilizou. Sobre o acordo feito com governadores para que os reajustes ficassem impedidos até o fim de 2021, a parlamentar respondeu assim:

“Não participei de nenhum acordo nesse sentido. Expliquei a Ciro que era inviável esse meu voto [pela manutenção do veto].”

Daniella ainda alfinetou o governo Bolsonaro, lembrando que, já durante a pandemia, foram concedidos bônus e privilégios a militares na esfera federal.

“Por que não abrir a possibilidade para que estados e municípios em condições financeiras também façam isso?”

Como noticiamos há pouco, Ciro Nogueira está sendo cobrado pelo Planalto em razão do voto de Daniella e também do de Esperidião Amin, que igualmente votou pela derrubada do veto.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO