Não prenderam o advogado do Feira?

Já noticiamos que João Santana e Mônica Veloso desembarcaram no Brasil, sem os celulares. Mas vale dar uma espiada no relato do agente Wiligton Gabriel Pereira ao delegado Igor Romário de Paula.

Ele diz que questionou Feira e Dona Xepa sobre seus celulares e computadores. E o marqueteiro respondeu que teria deixado “todos eles lá”, em provável referência à República Dominicana, onde estavam. Ao questionar o advogado, foi-lhe dito, no entanto, que os equipamentos estavam em seu poder.

O agente chamou, então, o delegado, que pediu ao advogado que lhe entregasse os celulares, “recebendo como resposta que não poderia entregá-los pois os pertences de João Santana e Mônica ‘estariam misturados com os dele’, afastando-se em direção ao ônibus de transportes de passageiros da área remota do aeroporto”.

O Antagonista pergunta ao delegado: por que ele não deteve o advogado fujão e ocultador de provas?

Faça o primeiro comentário