Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

“Não recebi pressão alguma”, diz Pazuello, sobre prescrição de cloroquina

O ex-ministro da Saúde também disse desconhecer qualquer pressão sobre seu antecessor, Nelson Teich
“Não recebi pressão alguma”, diz Pazuello, sobre prescrição de cloroquina
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

O general Eduardo Pazuello afirmou há pouco à CPI da Covid que não recebeu pressão do Palácio do Planalto ou de Jair Bolsonaro para que o Ministério da Saúde recomendasse a prescrição da cloroquina.

“Eu não recebi pressão alguma. E não ouvi a informação de que ele [ex-ministro Nelson Teich] estava saindo porque estava sendo pressionado. E nós temos que olhar o ‘frame’ em abril do ano passado. Na época, estávamos vivendo uma discussão dicotômica”, disse Pazuello.

“O tratamento precoce virou uma posição político/ideológica. O que está escrito na nota informativa: que o paciente deveria buscar o atendimento o mais rápido possível para que o médico prescrevesse a medicação. Para chegar no tratamento é preciso chegar ao médico o mais rápido possível”, disse Pazuello.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO