“Não se trata de salário, e, sim, de verba indenizatória”

O Antagonista mostrou ontem, com base nos números atualizados do Portal da Transparência do governo do Distrito Federal, que 396 servidores receberam mais do que o teto constitucional, de 33,7 mil reais, em novembro do ano passado.

Entre eles, um tenente-coronel da Polícia Militar, na reserva, que ganhou R$ 196.442,69.

A assessoria da PM enviou a seguinte resposta ao site:

“Não se trata de salário, e, sim, de verba indenizatória recebida uma única vez quando da passagem para a aposentadoria, devido aos 30 anos de serviços prestados. O que ocorre é que muitos policiais deixam de tirar férias por necessidade do serviço, acumulam licenças previstas em lei e, ao final dos 30 anos de serviço, são calculados todos esses benefícios não gozados.
Mencionamos, ainda, que o policial militar não possui FGTS, insalubridade, periculosidade, adicional noturno, hora extra e uma série de benefícios do funcionalismo público civil.

Os benefícios acumulados a que o policial militar faz direito a receber quando se aposenta são: translado, remuneração a mais por policial, férias vencidas e licenças prêmios não gozadas.”

Policiais militares — a maior parte sargentos e subtenentes na reserva — representam mais da metade dos servidores que ganharam acima de 50 mil reais, em rendimento líquido, no fim de 2017 em Brasília.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. so que o funcionario de empresas privadas nao teem a garantia do emprego e muito menos a certeza de manter sua aposentadoria , nos niveis de ganho que se aposentou , e que e meu caso , que tendo aposentado apos quarenta anos de trabalho e contribuindo sempre com o teto da previdencia ,mesmo quando este era de vinte salarios minimos , me aposentei com dez salarios de referencia , que e a contribuiçao , maxima do inss , e hje recebo menos de sessenta por cento deste beneficio..o trabalhador da iniciativa privada e os empregadores no brasil sao os bobos da corte , que fazem a alegria do setor publico bancando estes funcionarios que pouco trabalham e muito ganham em sua enorme maioria ..

Ler mais 35 comentários
  1. so que o funcionario de empresas privadas nao teem a garantia do emprego e muito menos a certeza de manter sua aposentadoria , nos niveis de ganho que se aposentou , e que e meu caso , que tendo aposentado apos quarenta anos de trabalho e contribuindo sempre com o teto da previdencia ,mesmo quando este era de vinte salarios minimos , me aposentei com dez salarios de referencia , que e a contribuiçao , maxima do inss , e hje recebo menos de sessenta por cento deste beneficio..o trabalhador da iniciativa privada e os empregadores no brasil sao os bobos da corte , que fazem a alegria do setor publico bancando estes funcionarios que pouco trabalham e muito ganham em sua enorme maioria ..

  2. CONVERSA MOLE PRA BOI DORMIR.
    Porque o marido – EDUARDO VIOTTI – da secretária da ONU (Maria Luiza Viotti ) recebe R$ 32.000,00 do Senado se mora na Califórnia ?
    Consultor Legislativo efetivo desde 1995 – matricula 5283-0, além de morar na Califórnia ainda é professor em Berlin !!!!!

  3. Se a maior parte sargentos e subtenentes na reserva representam mais da metade dos servidores que ganharam acima de 50 mil reais, em rendimento líquido, no fim de 2017 em Brasília, significa que mais da metade recebem altíssimos salários SEM trabalhar.
    Depois se aposentam com os mesmos altíssimos salários e quando morrem, o salário fica para esposa, depois para as filhas que “não se casam”.
    ISSO É ASQUEROSO!!
    REFORMA DA PREVIDÊNCIA, JÁ!!

    1. Não é simples assim. O policial tem direito a férias e quer gozá-las. No entanto, não lhe são concedidas férias, licenças, etc. por necessidade de serviço. Vai perdê-las? Qual a justificativa?
      ET: não sou policial, só justa.

  4. É preciso distinguir uma coisa de outra coisa. Se o sujeito ficou anos sem férias, é justo que receba todo o atrasado. Não dá pra olhar para um relatório e considerar tudo como salário sem saber de fato qual a natureza das verbas que estão sendo pagas.

  5. É impressionante como confunde as coisas. Essas verba na sua maior parte é por licença não gozada, o servidor a cada 5 anos se não tiver falta, tem direito a 3 meses de licença. Muitos abrem mão de tirar essa licença para retirar em dinheiro quando aposentam. Pode-se questionar o anacronismo dessa legislação (LODF), de tal direito etc, mas não tem nada de imoral, como por exemplo juiz, procurador e político receber auxílio-aluguel tendo casa própria.

  6. Ah bom! Agora está explicado. Perfeitamente justo para uma categoria que com sua bravura, integridade (principalmente nas altas patentes), honestidade e amor à Pátria, matem a ordem e a segurança dos Estados – em especial todas as regiões do país com “louvor” ao RJ- e NE em geral. Já me questiono se as FFAA seriam a porta de saída dessa esculhambação toda.

  7. Eu disse isso ontem, quando meu pai de aposentou , com o que recebeu de FGTS ele comprou uma casa. Logo, faz sentido essa nota… Se vem que, com essa quadrilha no poder, acho que não sobrará FGTS no futuro. O FI-FGTS, como se sabe, está sendo saqueado.

  8. VAMOS LÁ ………… DESCOBRIR

    .
    .

    .
    FGTS É SUBTRAÇÃO DO SALÁRIO PAGO E RETIDO EM UMA CONTA DO ASSALARIADO COM RENDIMENTOS INFERIORES A INFLAÇÃO ANUAL. Resumindo …. detenção de parte do salário do escravo mau remunerado conforme a política adota pelo governo.
    .
    .
    DÉCIMO TERCEIRO SALÁRIO É APENAS O SALÁRIO DE 4 SEMANAS DO ANO QUE NÃO FORAM PAGAS , exemplo paga-se por 4 semanas todo mês , total de 48 semanas , mas , sim mas, o ano tem 52 semanas.
    COMO RESOLVER ESSA DISTORÇÃO ? ELIMINE O CONTRATO MENSAL E FAÇA O PAGAMENTO SEMANAL OU QuINZENAL, ASSIM O CABIDE DE EMPREGO CHAmaDO JUSTIÇA DO TRABALHO É ELIMINADO

  9. Faltou menção aos membros do MP e do Judiciário. Antagonistas. Cerca de 80% deles – a exemplo do moralíssimo Juiz Marcelo “Sem Teto” Bretas, que chega a mamar duas vezes o auxílio-moradia devido exclusivamente à extrema penúria em que vive, juntamente com a meritíssima esposa – recebem auxílios-moradia indevidos, auxílio-livro, auxílio-lanche (sim, pasmem!) e vários outros penduricalhos não tributáveis e (certamente devido à sua condição de paladinos da justiça, da moral e dos bons costumes), não abrem mão destas boquinhas de jeito nenhum. Isto custa cerca de 1,4 bilhão de reais por ano e, desde que o auxílio-moradia foi estendido a todos, já custou 4,2 bilhões. Estou certo de que vocês investigarão e exporão isto a fundo e aguardo ansiosamente pelos seus resultados. Obrigado.

  10. Prestes a voltar do recesso, a Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) deve botar de pé duas CPIs com enorme poder de estrago.
    A primeira diz respeito aos supersalários pagos a juízes no estado.
    Como o Radar já mostrou em levantamento exclusivo, dos 861 magistrados do Rio, apenas seis ganham abaixo do teto constitucional.
    A segunda CPI é sobre esquemas de corrupção na Federação das Empresas de Transporte de Passageiros (Fetranspor).
    Ela pode atingir em cheio dezenas de parlamentares fluminenses.

    1. Basta ficar olhando o Portal do Gdf todos os meses. Há os ganhos de todos os servidores publicados mensalmente.

  11. FGTS não é prêmio, seus canalhas! É roubo institucionalizado! Governo toma 8% do que é seu na fonte p, lhe remunera a TR + 2% aa, enquanto o mercado pagaria 8% aa.
    O sujeito quando faz prova pra PM não sabe que o trabalho será “insalubre” e com “periculosidade”?
    Adicionar isso depois é MALANDRAGEM EXPLÍCITA e BARATA!

    1. Na verdade, FGTS é grana tomada do empresário, a favor do funcionário, sob responsabilidade do Estado. O funcionário não tem desconto sobre isso.

  12. ORA BOLA ! NÃO TEM FGTS por que tem ESTABILIDADE NO EMPREGO !!! ACHA QUE SOMOS IDIOTAS ? POR ISSO O FUNDO SE CHAMA FUNDO DE GARANTIA !!!! O EMPREGADO DA INICIATIVA PRIVADA NÃO TEM ESSE PRIVILEGIO VERGONHOSO DE ESTABILIDADE NO EMPREGO. VÁ PARA INICIATIVA PRIVADA E FAÇA CORPO MOLE COMO MILHARES DE FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS FAZEM, PARA VER ONDE VAI PARAR !!!!! 90% DAS PESSOAS ENTRAM NO SERVIÇO PUBLICO PELA ESTABILIDADE DE EMPREGO E PELA APOSENTADORIA INTEGRAL . AMBOS TEM QUE ACABAR !!!!!!!!!!!!! TODOS SOMOS OU NÃO IGUAIS PERANTE A LEI !!!! PORQUE ESSES PRIVILEGIOS. ENTRE E SEJA COMPETENTE PARA FICAR COMO FAZEMOS NA INICIATIVA PRIVADA !!!!

  13. Policiais como determinadas carreiras do Estado, tais como juízes, recebem subsídios! A choradeira de que não recebem outras vantagens é uma embromação, porque já sabem de antemão que não têm direito e não significa que o fato de não as receberem que não ganhem bem, basta ver as cifras. Achei bonito servidor público lamentar porque não tem direito ao FGTS kkkkkkkkkkk. Deviam pagar mesmo o FGTS em troca do FIM da ESTABILIDADE.

  14. A verdade é uma só: serviço público não tem dono. Quem pode mais, tira mais. Passam os dias pesquisando o que e como tirar. Depois, é processo em cima de processo. Julgados por… funcionários públicos. Aqui temos um Paradoxo: não há nada mais privado em seus interesses (literalmente) do que o funcionário “público”.

  15. Exceção é regra – O primeiro juiz que recebeu a ação movida por Marcelo Bretas e outros quatro magistrados que queriam acumular com os companheiros o recebimento de auxílio-moradia declarou-se impedido. Motivo: era autor de ação idêntica.
    .
    Exceção é a regra 2 – Assim como Bretas, da Lava Jato no Rio, Theophilo Miguel Filho foi à Justiça em 2014 ao lado de quatro colegas para obter o direito de embolsar a verba mesmo morando com pessoa que também recebia o benefício. Eles conseguiram.

  16. Mais uma vez são casos que não passam de exceções que nunca mais vão acontecer.
    “Foi só uma gratificação relativa ao abono retroativo da desindexação passada.”
    Entenderam? Foi só isso que aconteceu.
    Circulando, pessoal. Não há nada para se ver aqui.

  17. Se forem desses policiais que vão pras ruas, pra enfrentar bandidos, merecem tudo isso e muito mais. Poderiam até ter sido mortos. Mas, se forem daqueles que são ajudantes de ordens deste ou daquele corrupto, aí, não.