Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"Não sei quem era a pessoa", diz Manuela sobre contatos com Delgatti

Em depoimento como testemunha na Spoofing, a ex-deputada reiterou a versão de que sugeriu ao hacker procurar Glenn Greenwald
“Não sei quem era a pessoa”, diz Manuela sobre contatos com Delgatti
Reprodução/Audiencia Spoofing

Manuela d’Ávila, em depoimento como testemunha no processo da Operação Spoofing, repetiu a versão de que foi procurada por Walter Delgatti, mas não chegou a conhecê-lo, tendo sugerido ao hacker que contatasse Glenn Greenwald.

“Eu não sei quem era a pessoa que estava atrás (sic) desse telefone. Eu falei com um perfil chamado Brasil Varonil, no Telegram, não tive contato. Essa pessoa manteve uma conversa comigo linear, como se fosse a mesma pessoa, mas não mantive contato visual.”

A ex-deputada diz que foi “contatada como figura pública”. “A pessoa quer passar o conteúdo para mim. Justamente, por não saber quem é a pessoa e imaginar que podia ser uma armação contra mim, digo que ela precisa contatar outro jornalista.”

Ela disse ser “fake news” que tenha sido procurada como intermediária no contato com Glenn.

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO