“Não serei um general da ativa no governo”

Em entrevista ao Estadão, o general Luiz Eduardo Ramos Baptista Pereira, novo ministro da Secretaria de Governo, afirmou que não será um “general da ativa no governo”.

“Estarei licenciado, não usarei farda e não participarei de nenhum processo decisório no Alto-Comando do Exército. Na próxima semana, vou a Brasília e me apresentarei ao comandante, general [Edson] Pujol, de quem receberei a missão. Prestarei continência ao comandante. Essa é a liturgia. Na terça-feira, estarei em trajes civis começando as reuniões.”

Comentários

  • Ka. -

    Bom ler isso, gen. Luiz Eduardo Ramos. O senhor age muito bem assim já q agora está ministro de um governo civil. Postura correta. Parabéns! E ao presidente Bolsonaro também pela escolha.

  • roberto -

    Em vez de os antagonistas ficarem fazendo ctrl c ctrl v da pág da uol poderiam investigar o real motivo dessas trocas

  • MARIA -

    Tenho receio q essa estoria toda esteja nos conduxindo ao caminho trilhado por Chavez

Ler 77 comentários