'Não tem gordura, vai cortar músculo'

Não tem gordura, vai cortar músculo
Reprodução/CNN Brasil

O Antagonista apurou que, no jantar na casa de Bruno Dantas, Rodrigo Maia falou das convergências com Paulo Guedes, defendeu a âncora fiscal e disse que “não vai ter que cortar só gordura”.

“Teremos de cortar no músculo.” Ele também pediu desculpas a Guedes e foi aplaudido pelos presentes — posteriormente, à imprensa, o presidente da Câmara reiterou as desculpas.

Sentindo-se prestigiado, Guedes elogiou Maia, defendeu que “não há caminho fora do teto de gastos” e se comprometeu a sentar para fixar uma agenda consensual de curto prazo.

Também falaram Renan Calheiros e Davi Alcolumbre, defendendo a “convergência”. Dantas serviu aos presentes ensopado de bode e risoto de frutos do mar.

Como mostramos mais cedo, também participaram do jantar Fábio Faria (Comunicações), Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo), os ministros do TCU Vital do Rêgo e José Múcio, os senadores Eduardo Braga, Fernando Bezerra e Kátia Abreu e o deputado Baleia Rossi.

Leia mais: Exclusivo: a casa secreta de Brasília onde ministro conspira contra ministro
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 49 comentários
TOPO