Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"Não tem vacina para curar do socialismo", diz Bolsonaro, sobre Maduro e Fernández

Presidente brasileiro insinuou que o ditador venezuelano e o chefe de Estado argentino têm problemas mentais por serem alinhados à esquerda
“Não tem vacina para curar do socialismo”, diz Bolsonaro, sobre Maduro e Fernández
Crédito: Reprodução/Facebook/Jair Bolsonaro - Na foto, presidente elogia réplica de rifle feita por um artesão com peças de carro

Jair Bolsonaro insinuou hoje, durante sua live semanal no Facebook, que o ditador venezuelano, Nicolás Maduro, e o presidente Argentino, Alberto Fernández, têm problemas mentais por serem alinhados à Esquerda.

“Não tem vacina para curar do Socialismo. Uma questão que está na cabeça dessas duas pessoas”, disse em referência a Maduro e Fernández.

O capitão reformado citou ambos enquanto comentava a fala racista dita por Fernández ontem. O presidente da Argentina afirmou que “mexicanos vêm dos índios, brasileiros vêm da selva e argentinos chegaram de barco da Europa”.

Apesar da insinuação, Bolsonaro disse que não se ofendeu com a afirmação de Fernández e que levou “o comentário na brincadeira”.

O presidente ainda aproveitou para reafirmar seus delírios de que a Amazônia não sofre com incêndios. [A mata] é úmida, não pega fogo”, disse, complementando que a floresta é “verde porque é úmida”.

Só em 2020, segundo dados do Inpe, foram 15.700 focos de queimada na região. O número superou o recorde de 2005, quando foram registrados 15.644 incêndios.

Leia mais: O PT elogiou uma farsa: as eleição legislativa na Venezuela do ditador Nicolás Maduro.
Mais notícias
TOPO