"Não vai votar mais em mim? Paciência, né"

Jair Bolsonaro não está preocupado com as críticas à nomeação de Eduardo Bolsonaro como embaixador em Washington. Além de dizer que pretende beneficiar o filho, o presidente deu de ombros para uma eventual perda de apoio popular.

“Quem diz que não vai votar mais em mim? Paciência, né”, disse, ao comentar o episódio.

E ironizou: “Tá me elogiando, é seis meses de elogio. É igual aquele maridão malandro. Está felicíssimo com a mulher, seis meses depois do casamento. Num dia, a mulher queima o ovo dela. O ovo na frigideira, vamos deixar bem claro aí, tá. Pronto, já quer acabar com o casamento. Não tem cabimento. Vão ter coisas que eu vou desagradar vocês, tá certo…”

Exclusivo: áudio inédito joga luz sobre práticas suspeitas de membros do Judiciário. SAIBA MAIS AQUI

Bolsonaro também comentou as críticas de eleitores do filho. “Tem compromisso com 1,8 milhão eleitores… Acontece, pode ter certeza. Nesse mar que está o Hélio lá, de 513 deputados, um bom embaixador nos EUA é muito mais produtivo.”

Comentários

  • Maria -

    O PRESIDENTE PRECISA OUVIR O POVO, que o elegeu com luta e dificuldades

  • MARIA -

    No discurso de posse dele ele afirma que vai montar sua equipe com base na meritocracia e não no viés ideológico! É isso mesmo que está acontecendo ao nomear o filho?

  • Angela2 -

    Bolsonaro, vai por mim: indique o Ernesto Araújo para Embaixada do Brasil nos USA e coloca o Eduardo de Chanceller Brasileiro.

Ler 403 comentários