NASA agora diz que incêndios aumentaram

A NASA, que dias atrás informava que os incêndios na Amazônia estavam dentro da média dos últimos 15 anos, agora registra que a região “está enfrentando mais incêndios, com queimadas mais intensas, do que nos últimos anos”.

Além de nota no Twitter, a agência espacial americana publicou ontem à noite análise de Douglas Morton, chefe do Laboratório de Ciências Biosféricas do Goddard Space Flight Center da NASA.

“A atividade de queimadas na Amazônia varia consideravelmente de ano para ano e mês a mês, impulsionada por mudanças nas condições econômicas e climáticas. Agosto de 2019 se destaca porque trouxe um aumento notável de incêndios grandes, intensos e persistentes nas principais estradas da Amazônia central, explica Morton.

Para ele, as queimadas estariam mais relacionadas ao desmatamento.

“Embora a seca tenha desempenhado um papel importante no exacerbamento de incêndios no passado, o momento e a localização das detecções de incêndios no início da estação seca de 2019 são mais consistentes com o desmatamento do que com a seca regional.”

Queimadas na Amazônia: o que a imprensa fala, e o que é verdade. LEIA AQUI
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 206 comentários
TOPO