Natal Sem Natal

Eduardo Cunha só vai anunciar sua decisão sobre o pedido de impeachment de Dilma Rousseff entre os dias 18 e 24 de novembro, informa Josias de Souza.

E sua decisão, quase certamente, será a de indeferir o pedido, jogando a questão para o plenário.

Eduardo Cunha pretende seguir à risca as normas previstas na Constituição, na lei 1.079, de 1950, e no no artigo 218 do regimento da Câmara, que trata dos pedidos de impeachment e estabelece o seguinte:

“Do despacho do presidente [da Câmara] que indeferir o recebimento da denúncia, caberá recurso ao plenário”.

Do Natal Sem Dilma passamos ao Natal Sem Natal.

Faça o primeiro comentário