Natalino e o banco de Bumlai

Natalino Bertin, a “amiga” de José Carlos Bumlai, que também é “amiga” de Lula, quis ter um banco. Em maio de 2008, apresentou ao Banco Central um pedido de autorização para a criação do BHB, um banco múltiplo, com carteira comercial e de investimento.

O capital inicial era de R$ 59 milhões e a sede seria em São Paulo. Curiosamente, em setembro do mesmo ano o grupo pediu à área técnica do BC que suspendesse o processo de análise do plano de negócios, que seria retomado em “momento oportuno”.

O caso acabou arquivado e Bumlai perdeu a oportunidade de ter um banco só seu.

Faça o primeiro comentário