Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Negociação de Bolsonaro com o PRTB cria racha na família Fidelix

Família do falecido dono do partido não se entende sobre a possibilidade de abrir as portas (e os cofres) para a família do presidente
Negociação de Bolsonaro com o PRTB cria racha na família Fidelix
Divulgação/PRTB

Mais cedo, mostramos com quais partidos Jair Bolsonaro tem negociado possível filiação — ele precisará de um partido para concorrer à reeleição em 2022.

No PRTB, partido de Hamilton Mourão, as negociações com interlocutores do presidente criaram um racha na família Fidelix.

Após a morte do então dono da legenda, Levy Fidelix, vítima de Covid em abril deste ano, houve uma divisão interna.

De um lado, a viúva Aldinea Fidelix e duas filhas não são a favor de abrir as portas para a família Bolsonaro, pois acreditam que isso faria com a família perdesse o controle da legenda, inclusive o financeiro.

Já os irmãos do Levy e o filho, conhecido como Levizinho, acreditam que filiar Bolsonaro é a grande chance que o partido nanico tem de crescer.

Aldinea, que está no comando informalmente da sigla, ainda não convocou convenção para debater o assunto nem mesmo reuniu a executiva nacional.

Do ponto de vista de alinhamento com o bolsonarismo, o PRTB talvez seja a legenda que mais recebeu apoiadores raiz do presidente nas eleições municipais do ano passado. O vereador mais jovem de Belo Horizonte, Nikolas Ferreira, é um bom exemplo.

Mais notícias
TOPO