Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Nem nanicos engolem fácil as imposições de Bolsonaro

O presidente da República achou que fosse encontrar logo um partido onde possa impor suas vontades. Estamos em maio e nada
Nem nanicos engolem fácil as imposições de Bolsonaro
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Como noticiamos mais cedo, na busca de um partido para chamar de seu — a Crusoé já destrinchou essa história –, Jair Bolsonaro conseguiu criar problema também com o PRTB, do seu vice Hamilton Mourão.

Com todos os dirigentes partidários com os quais se senta para conversar, Bolsonaro faz as mesmas exigências: que possa, por exemplo, levar os deputados federais que o apoiam — hoje concentrados no PSL — para entregar a esse grupo o comando do partido nos estados.

Tudo isso tem como pano de fundo, sempre bom lembrar, o fracasso da tentativa de criação da Aliança pelo Brasil.

Com partidos grandes e dominados por caciques consolidados, como o PP e o PL — duas siglas, atualmente, da base do governo –, esse tipo de conversa não avançou nem vai avançar.

Bolsonaro acreditava, portanto, que conseguiria com mais facilidade impor suas vontades nos chamados nanicos, como o próprio PRTB, o PMB e o Patriota. Mas não é bem assim. Nem o menor dos menores partidos aceita abrigar quem chega colocando banca e querendo mandar em tudo e em todos, por mais que esse alguém seja presidente da República.

Bolsonaro vai precisar achar um lugar para tentar a reeleição em 2022. E vai acabar achando. Mas que fique o registro de que, após dizer que resolveria essa questão “até o fim de abril”, o imbróglio continua na segunda quinzena de maio.

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO