ACESSE

"Nenhum de nós é insubstituível"

Telegram

Em clima de despedida, Wanderson Oliveira afirmou que ele, Luiz Henrique Mandetta e João Gabbardo Reis não são insubstituíveis.

O secretário também disse que a equipe trabalha para que o sucessor de Mandetta dê continuidade ao trabalho “da melhor maneira possível”.

“Temos uma equipe grande e robusta. O trabalho vai ser e será sempre continuado. Os cargos eletivos são passageiros. Desta maneira, estamos trabalhando para quem quer que venha dê continuidade ao trabalho da melhor maneira possível.”

(Brasília - DF, 13/04/2020) Palavras de Wanderson Oliveira, Secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde. Foto: Anderson Riedel/PR

Leia também: O que sabemos sobre a cloroquina

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 7 comentários