ACESSE

"Ninguém concorda com excessos, o que não pode é, a pretexto disso, intimidação"

Telegram

Sônia Racy, no Estadão, noticia que procuradores e juízes estão aflitos com a possível votação do projeto de abuso de autoridade na Câmara neste retorno do recesso parlamentar.

Vale lembrar que a proposta já foi aprovada pelo Senado, depois que Davi Alcolumbre mandou acelerar a votação justamente dois dias depois das primeiras divulgações de mensagens roubadas envolvendo a Lava Jato.

“Preocupa a votação nesta hora em que está todo mundo inquieto. Ninguém concorda com excessos, o que não pode é, a pretexto disso, intimidação”, disse à colunista Jayme de Oliveira, presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros.

Entidades de classe estariam dispostas a recorrer a Rodrigo Maia para tentar adiar a análise do tema. O Antagonista sabe que Maia está mais propenso a ouvir o Centrão — até porque esse assunto esteve na pauta das negociações para aprovação da reforma da Previdência.

Os bastidores da grande derrota de Moro, do governo e do combate ao crime organizado. Confira agora

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 62 comentários