Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

No Brasil, área de garimpo superou a da mineração industrial em 2020

No ano passado, mais da metade da exploração de caráter informal estava em áreas proibidas, como terras indígenas ou unidades de conservação
No Brasil, área de garimpo superou a da mineração industrial em 2020
Foto: Marizilda Cruppe/Amazonia Real/Amazon Watch

Desde o ano passado, o garimpo, extração de minério com técnicas rudimentares e predatórias, já ocupa uma área maior que a mineração industrial e profissionalizada no país, informa O Globo.

Além disso, em 2020, mais da metade da exploração de caráter informal estava em zonas proibidas: terras indígenas ou unidades de conservação.

Os dados, segundo o jornal carioca, constam do último relatório do projeto MapBiomas, que reúne ONGs e instituições de pesquisa brasileiras para mapear a ocupação do solo no Brasil.

De acordo com o documento, a atividade de extração de minério como um todo cresceu seis vezes em 35 anos, de 31 mil hectares para 206 mil, conforme estimativa baseada na análise da coleção histórica de imagens de satélite do programa Landsat, da Nasa.

O grande impulso nos números de extração de minério veio justamente do garimpo, que avançou sobretudo na Amazônia, onde estão três quartos da área destinada a essa atividade.

E o período de maior pressão foi a última década, a partir de 2010, quando a taxa de expansão quadruplicou. Os dez municípios com maior atividade garimpeira estão todos no Pará e em Mato Grosso.

Mais notícias
TOPO