No Ceará, evento do Ministério da Saúde é alvo de vigilância sanitária

No Ceará, evento do Ministério da Saúde é alvo de vigilância sanitária

Um evento do Ministério da Saúde em Fortaleza (CE) desrespeitou um decreto estadual e foi alvo da vigilância sanitária nesta manhã, informa o Globo.

O lançamento do programa “Ações de Educação em Saúde em Defesa da Vida” contava com a participação de Eduardo Pazuello, Damares Alves e outras autoridades.

Um decreto estadual de 5 de setembro, no entanto, determina a “suspensão de eventos ou atividades com risco de disseminação da Covid-19”.

Apesar da presença da vigilância sanitária, o evento não foi interrompido.

“Queria fazer um agradecimento à equipe de vigilância sanitária do estado do Ceará que foi enviada para interditar nosso evento, porque descumprimos o decreto do governador. E louvo a Deus porque descumprimos o decreto trazendo muitas pessoas de máscara para salvar vidas no estado do Ceará para mudar o Brasil”, disse a secretária de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro.

E completou, ao final do evento:

“Agradeço a sensibilidade da vigilância que ficou ali fora, não interrompeu nosso evento e entendeu que, mesmo a gente não tendo cumprido o decreto do governador do estado, a gente está aqui numa missão importante demais para o Brasil.”

Leia mais: Sócios no desastre: a responsabilidade dos governadores na pandemia. Clique aqui para ler mais
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 18 comentários
TOPO