Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

No Facebook, Bolsonaro discute com seguidores e tenta transferir culpa por inflação

O presidente costuma perder tempo nas redes sociais respondendo comentários de críticos e culpando governadores pela alta nos preços
No Facebook, Bolsonaro discute com seguidores e tenta transferir culpa por inflação
Foto: Alan Santos/PR

A principal preocupação de Jair Bolsonaro ao responder comentários de suas publicações no Facebook é rebater críticas pela inflação, segundo um levantamento do Metrópoles.

O site registrou todas as respostas do presidente na rede entre abril e setembro, foram 68. Em 30 delas, Bolsonaro tenta culpar governadores pela alta nos preços, o que corresponde a 37% do total.

O perfil oficial do presidente costuma dizer, “quanto o seu governador cobra de ICMS?”, “na refinaria, a gasolina está barata” e “fique em casa, a economia a gente vê depois”, em referência às medidas restritivas impostas durante a pandemia e ao preço dos combustíveis.

Outros adversários do presidente, como integrantes da CPI da Covid, a imprensa e o ex-presidiário Lula também são alvos dos ataques.

Bolsonaro também perde tempo ofendendo seus seguidores.

Um deles chamou o presidente e “bosta”. Bolsonaro, muito adulto, respondeu: “Sim, tenho falado muito de você”.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO