No Senado, chanceler cita corrupção e discute com petistas

No Senado, chanceler cita corrupção e discute com petistas

Em audiência no Senado, Ernesto Araújo protagonizou um bate-boca com senadores petistas após criticar o “velho sistema de corrupção e atraso” que o Itamaraty, segundo o chanceler, tem abandonado.

Araújo irritou-se com o senador Jaques Wagner, que havia criticado o alinhamento que o Brasil tem com os EUA durantes os governos Jair Bolsonaro e Donald Trump.

“Em governos anteriores algumas pessoas gostariam que negociássemos acordos pró-corrupção, e estamos negociando acordos anticorrupção (…). Pária internacional era o Brasil em outros momentos. O senhor Jaques Wagner falou em seu governo, né? Então, em seu governo é que o Brasil virou um pária internacional.”

O senador petista Rogério Carvalho pediu a palavra, em questão de ordem.

“Vossa excelência respeite para ser respeitado. Quando o senhor fala de corrupção, precisa explicar corrupção na família do presidente Bolsonaro.”

Ernesto respondeu: “Eu não elevei a voz, como o senador Rogério levantou aqui. Também gostaria de ter esse respeito em relação a mim. Toda avaliação, às vezes, é subjetiva, mas não há elemento subjetivo que embase a afirmação de que o Brasil está perdendo prestígio. Não há absolutamente nenhum fato objetivo.”

Leia mais: Diogo Mainardi: o interesse de Bolsonaro, Gilmar e Toffoli por nós
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 34 comentários
TOPO