“Nojentos os vídeos”

Pedro Taques, governador de Mato Grosso, deu entrevista ao Estadão sobre a delação de seu antecessor, Silval Barbosa.

O tucano, citado em episódio de caixa dois, nega a participação em irregularidades. Sobre o instrumento da delação premiada, ele diz:

“Ela (a delação) só não pode servir de instrumento de vingança a adversários.”

Em relação às imagens de políticos do estado recebendo dinheiro em espécie, Taques afirma: “Nojentos os vídeos”.

Aliados do governador aparecem nas imagens. “Conversei (com eles). Choraram.”

15 comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200

  1. Nojentos não são os vídeos governador. NOJENTOS SÃO OS PERSONAGENS E ESSA CLASSE POLITICA SUJA, PODRE QUE IMPERA NO PAÍS. Se tivessem caráter, decência, dignidade, não precisariam estar chorando hoje. Em mim, não despertam dó, nem piedade. Cadeia neles e que devolvam o dinheiro roubado.

    1. Tem razão. Que povo desqualicado. Antes nós achavamos que político era ladrão, hoje já não há dúvidas. Que nojo!

  2. Nojentos não são os vídeos governador, MAS OS PERSONAGENS DOS VÍDEOS. NOJENTA É ESSA CLASSE POLITICA SUJA, PODRE QUE IMPERA NO País. Se tivessem caráter, decência, dignidade, não precisariam estar chorando hoje. A mim, não enganam, nem despertam dó, nem piedade.

  3. Choraram???? kkkk. A…Tá! Isso até moleque de rua faz quando a polícia os prende. Vergonhoso não são os vídeos, são os políticos que apareceram recendo propinas. Algum dos que choraram, já foi a justiça para devolver algum dinheiro, “arrependido” ou vão esperar a hora de delatar? O cinismo é geral.

    1. Talvez devamos agradecer ao fato do STF estar de férias.
      Caso contrário talvez pudessem estar soltando bandidos revendo a prisão depois de condenação em 2a instancia.
      .
      Tem que manter essas férias, viu!