Noruega vai fornecer de graça imagens de empresa contratada pela PF por R$ 49 milhões

Noruega vai fornecer de graça imagens de empresa contratada pela PF por R$ 49 milhões
Foto: NICFI/Governo da Noruega

O governo da Noruega anunciou nesta terça-feira (22) a assinatura de um contrato internacional com a Kongsberg Satellite Services (KSAT) que, juntamente com as empresas Planet e Airbus, vai oferecer acesso universal e gratuito ao monitoramento por satélite das florestas tropicais.

Segundo o Ministério do Clima e Meio Ambiente da Noruega, o objetivo é “apoiar esforços para combater o desmatamento e salvar as florestas tropicais no mundo”.

O contrato é de 405 milhões de coroas norueguesas, ou cerca de US$ 42 milhões.

Sveinung Rotevatn, ministro do Clima e Meio Ambiente, disse que o contrato vai “revolucionar o monitoramento global de florestas. Melhor entendimento do que está acontecendo nas florestas tropicais vai aprimorar os esforços de proteção destes ecossistemas de valor inestimável”.

A contratação de imagens de satélite da Planet foi alvo de várias disputas no país nos últimos dois anos. O caso mais recente envolveu o TCU e a Policia Federal, relata a Folha.

No fim de agosto, a PF firmou um contrato de R$ 49 milhões com a Planet para ter acesso às imagens por um ano. O contrato da PF permite que todo o governo federal, estados e municípios tenham acesso às imagens.

O TCU chegou a suspender temporariamente o contrato, depois de análises de técnicos mostrarem que “a aquisição das imagens contratadas, em tese, não agregaria vantagem alguma que já não fosse oferecida pelo monitoramento desenvolvido pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais [Inpe], ou mesmo gratuitamente por outras entidades, podendo, eventualmente, configurar prejuízo ao erário federal”.

A suspensão foi revogada depois.

Em agosto de 2019, durante uma onda de ataques do governo Bolsonaro ao Inpe e às informações sobre desmatamento e queimadas, o Ibama chegou a abrir um edital para comprar imagens de satélite. Só as imagens da Planet atendiam às exigências.

A partir de meados de outubro de 2020, qualquer pessoa no mundo poderá fazer download dos mapas mensais de alta resolução da Planet. De graça. O contrato da PF com a Planet, contudo, prevê mapeamento diário, e não só uma vez por mês.

Leia tambémNoruega não tem nada a oferecer ao Brasil, diz Bolsonaro

Leia mais: OS ENCONTROS SECRETOS DE BOLSONARO COM O 'ANJO'
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 27 comentários
TOPO