“Nós decidimos não politizar a questão da vacina”

As doses da Coronavac que serão produzidas no Instituto Butantan podem fazer parte do acordo que o governo chileno de Sebatián Piñera, hoje aliado de Jair Bolsonaro, tenta costurar com a farmacêutica chinesa Sinovac, diz a Crusoé.

“Nós decidimos não politizar a questão da vacina”, disse um integrante do governo chileno, sob reserva, à Crusoé.

A prioridade zero do governo chileno é a vacinação com componentes que sejam seguros e eficazes, independentemente da origem da substância, o que contraria frontalmente o discurso de Bolsonaro.

Leia aqui a íntegra da nota.

Leia mais: A melhor vacina contra a desinformação é assinar o Antagonista +.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 62 comentários
TOPO