ACESSE

"Nós não somos aqui calango, para bater cabeça para o ministro Barroso"

Telegram

Em sessão da Câmara, o deputado maranhense Hildo Rocha (MDB) criticou Luís Roberto Barroso, que defende o adiamento das eleições para novembro, embora tenha deixado claro que a decisão é do Congresso.

“Nós não somos aqui calango, para bater cabeça para o ministro Barroso. Não é porque o ministro Barroso quer que nós vamos concordar”, disse Rocha.

A Câmara deve votar ainda nesta quarta-feira (1) a PEC do adiamento das eleições, já aprovada no Senado.

“Não é assim. Ele [Barroso] é ministro do Supremo Tribunal Federal, ele é ministro do TSE, ele tem que ser julgador, ele não é legislador. Ele está querendo assumir para ele o poder de legislar.”

O deputado acrescentou:

“Quem conhece eleição é o deputado. Ministro do TSE nunca disputou eleição.”

Leia mais: Um amigo aconselhou Bolsonaro a renunciar. O presidente resiste. E tem um plano para ir até o fim

Comentários

  • Maria -

    QUE COMENTÁRIOS INÓCUOS. PURO BLÁ-BLA-BLÁ... PALANQUEIRO.

  • Heraldo -

    Com o adiamento o eleitor terá mais tempo para escolher e assim votará somente em pessoas ilibadas, pessoas que visam somente ao bem-estar do povo,voltadas aos mais sublimes ideais. Será?

  • MIRIAM -

    Quem conhece de eleição também é o eleitor. Se não houver segurança sanitária, basta não irmos votar.

Ler 22 comentários