ACESSE

"Nós temos que prestigiar o policial"

Telegram

Jair Bolsonaro defendeu nesta sexta-feira o projeto que encaminhou ao Congresso que prevê o excludente de ilicitude para policiais e militares em ações de Garantia da Lei da Ordem (GLO).

“Existe a reação da esquerda, os falsos direitos humanos. Qualquer problema é culpa da polícia. Nós já tivemos estados onde a polícia não foi para a rua, viu a desgraça que aconteceu? Nós temos que prestigiar o policial”, afirmou Bolsonaro ao deixar o Palácio da Alvorada.

Perguntado se tinha uma projeção de quando o projeto pode ser aprovado no Congresso, ele respondeu:

“Eu não posso [fazer prognóstico], pelo amor de Deus. Eu fiquei 28 anos lá dentro. Tem projeto que fica [parado]. Tem projeto meu desde que eu assumi, em 1991.”

Uma mulher comanda a tarefa de fundar o novo partido de Bolsonaro. CONFIRA

Comentários

  • Marcio -

    Vai ser uma festança se passar da forma queno presidente imagina e quer, tem que ser revista e mudado alguns pontos neste excludente de ilicitude, pois da forma que está é uma licença para matar!

  • Teresa -

    Prestígio ao policial passa longe de autorização para matar. Não podemos aceitar que a prática dos milicianos seja política de estado.

  • maria -

    É, alguns malham a polícia, até que precisam dela.Policiais, bombeiros e militares colocam em risco suas vidas e deviam ser mais valorizados, poucos sabem o que passam e as coisas horríveis que ve

Ler 34 comentários