Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"Nossa postura em relação às conversas climáticas com o Brasil não mudou", diz embaixada dos EUA

Kátia Abreu disse nesta terça (22) em nota oficial que negociações foram suspensas
“Nossa postura em relação às conversas climáticas com o Brasil não mudou”, diz embaixada dos EUA
Foto: Alan Santos/PR

A Embaixada dos Estados Unidos em Brasília publicou nota nesta quarta (23) afirmando que a postura do país “em relação às conversas climáticas com o Brasil não mudou”.

Embora não cite diretamente, a nota é reação a uma reportagem da Folha, publicada no sábado (19), com o título ‘Negociações ambientais com os EUA congelam, e Brasil teme retaliação econômica’.

Segundo a reportagem, a última reunião técnica entre negociadores dos governos Bolsonaro e Biden na área ambiental foi no começo de maio. Em 19 de maio, a Polícia Federal deflagrou a Operação Akuanduba; entre os investigados, está o ministro Ricardo Salles.

Nesta terça (22), a senadora Kátia Abreu, em nota oficial, escreveu que as investigações sobre o ministro “podem” ser motivo para o que chamou de suspensão das negociações ambientais.

“[F]ica claro que um recado foi dado pelos americanos”, escreveu a senadora.

A embaixada americana, que cooperou com a Polícia Federal na Operação Akuanduba, disse hoje que a relação com o Brasil não mudou.

“Os Estados Unidos estão comprometidos em trabalhar com nações parceiras em todo o mundo, incluindo o Brasil, neste desafio global de combater as mudanças climáticas”, diz a embaixada, em nota.

“Nossa postura em relação às conversas climáticas com o Brasil não mudou”.

A assessoria de imprensa de Kátia Abreu disse a O Antagonista que a senadora “recebeu de fontes do Itamaraty a informação sobre a suspensão das negociações ambientais dos EUA com o Brasil”.

Leia mais:

Deputados não perguntam nada a diplomata sobre posição do Brasil em mudanças climáticas

Embaixada dos EUA minimiza comentário de Kerry sobre ‘regime’ de Bolsonaro

Meio Ambiente não responde se vai aderir a iniciativa de Biden de US$ 1 bilhão para florestas

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO