Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Nota da Marinha

Ela confirma, com irritação, que impôs sigilo de cinco anos aos documentos da Operação Formosa, que incluiu o desfile de blindados para Bolsonaro
Nota da Marinha
Foto: Adriano Machado/Crusoé

A Marinha divulgou nota sobre a decisão de impor sigilo de cinco anos aos documentos da Operação Formosa, que no mês passado incluiu um desfile com tanques fumacentos em frente ao Palácio do Planalto.

A Marinha diz que o grau de sigilo é “conferido na fase de planejamento” e configura “procedimento-padrão adotado em operações militares dessa natureza”.

A nota diz respeito a uma notícia do site Metrópoles, reproduzida por O Antagonista, na qual mencionamos outra informação revelada pelo Estadão, de que a operação em questão custou aos cofres públicos R$ 3,7 milhões.

Na nota, os seus autores usam muitos adjetivos contra este site, para dizer que induzimos o leitor a acreditar que o desfile de blindados, por si só, custou a quantia exorbitante, mas a substância do texto só confirma o teor do que já publicamos.

Eis a íntegra (e um comentário ao final):

“A Marinha do Brasil (MB) repudia a matéria do site ‘O Antagonista’, intitulada ‘Marinha impõe sigilo a documentos da micareta militar de Bolsonaro’, pelo desrespeito, distorção e mentiras apresentadas, primando pelo seu, costumeiramente, desrespeitoso e inadequado jornalismo, ao se referir a uma atividade operacional e regular desta Força, cuja história se reveste de infinitos serviços prestados à nação, desde o Império. Ademais, busca imputar viés político, de forma leviana e claramente DESINFORMADA, incitando a sociedade contra sua Marinha, o que, obviamente, não se coaduna com jornalismo de qualidade, ajustando seu rumo, firmemente, para a falta de credibilidade junto aos leitores.

Os custos envolvidos, DIVULGADOS de forma transparente pela MB, se referem a toda a Operação Formosa, aspectos operacionais e logísticos, e não somente à passagem do comboio por Brasília, em 10 de agosto, como induz a matéria.

O grau de sigilo é atinente à Diretiva da Operação, conferido na fase de planejamento, sendo procedimento-padrão adotado em operações militares dessa natureza. Outras informações, como os próprios custos envolvidos, são, como foram, disponibilizadas normalmente.

A matéria busca atacar e desacreditar uma instituição nacional, regular e permanente, cuja elevada reputação e imagem junto aos brasileiros são reflexos do trabalho diuturno em todo o território nacional e águas jurisdicionais. De outro lado, temos um veículo que macula o jornalismo sério, afastado da ética e do compromisso com a verdade dos fatos, cortinado e homiziado em uma liberdade irresponsável de expressão.

A sociedade brasileira certamente sabe discernir quem fala a verdade!”

Sobre o tom da nota, ele deve ser da lavra de uma personalidade paranoide.

Mais notícias
TOPO