Nota de Blairo Maggi

A assessoria do ministro Blairo Maggi enviou a seguinte nota a O Antagonista:

“O laudo comprova que as ações adotadas pelo Ministério da Agricultura em relação as denúncias estão corretas. O frigorifico Peccin está com duas unidades interditadas, desde o primeiro momento. Foi determinado o recolhimento de amostras dos seus produtos em diversos estados brasileiros para análise. Esses produtos só voltariam ao mercado, caso não apresentassem nenhuma desconformidade.

O Ministério da Agricultura reitera seu compromisso de garantir a sanidade dos produtos agropecuários produzidos no Brasil.”