ACESSE

Nota do advogado Marcos Joaquim

Telegram

O advogado Marcos Joaquim, alvo da Operação Grand Bazaar, enviou a seguinte nota:

Com relação ao mandado de busca e apreensão cumprido pela Polícia Federal nesta segunda-feira (21), o advogado Marcos Joaquim informa que sempre esteve à disposição das autoridades com total lisura e transparência. O advogado ressalta que apenas o Instituto Advocacy Brasil foi objeto da operação, inclusive sendo preservado o escritório de advocacia e suas salas. É importante destacar que Marcos Joaquim nunca participou de nenhuma suposta reunião envolvendo todos os citados pelo delator Lúcio Funaro. O Instituto Advocacy Brasil permanecerá contribuindo com as investigações para a apuração dos fatos e reafirma o seu compromisso com a ética, a integridade e a transparência.

Brasília, 21 de outubro de 2019. Marcos Joaquim Gonçalves Alves

Gilmar Mendes, o dono do Supremo. LEIA AQUI

Comentários

  • Sonia -

    Está solto ainda com ajuda de quem ? Toffoli ? Mendes ,LEWANDO ?

  • Paulo -

    Estranho! O Instituto é alvo de investigação ou o advogado? Por que poupar o escritório e salas do advogado?

  • José -

    Como é que os advogados fazem a declaração de imposto de renda ? Sonegando, usando laranjas, registrando / depositando em nome de terceiros, usando contas no exterior, etc.....

Ler 11 comentários