Nota dos advogados de Nuzman

O Comitê Olímpico do Brasil divulgou hoje nota assinada pelos advogados de seu presidente, Carlos Nuzman.

Alvo da Operação Unfair Play, Nuzman é acusado pelo Ministério Público Federal de ajudar na suposta compra de votos que teria dado ao Rio a condição de cidade-sede da Olimpíada de 2016.

“No depoimento prestado hoje [ontem] por nosso cliente, foi esclarecido e reiterado que toda a jornada olímpica da cidade do Rio de Janeiro, da candidatura à cerimônia de encerramento, foi conduzida dentro da lei”, disseram os advogados.

 

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;

Ler 24 comentários
  1. Não é a toa que ele estava tão emocionado no discurso de encerramento das Olimpíadas do Rio, precisava esconder o dinheiro roubado do povo brasileiro, velho canalha.
    Deus nos livre desa gentalha!

    1. Não quero ir embora do Brasil, ainda, Giovanna, mas concordo com você nem tento mais enterder esses bandidos, porque todos são bandidos.

  2. PQP! Corrupção pra todo lado! É Petrolão, é JBS, as malas do Carainho, Comitê Olímpico … O dia inteirinho o site só trata de corrupção! Depois essas merd@s desses políticos vem falar em reformas! Não há dinheiro que chegue mesmo!

  3. Posso dizer com orgulho que não perdi 1 segundo assistindo a qualquer competição das olimpíadas do cocô. Além do nuzman e dos demais membros da ORCRIM, as redes de TV faturaram uma nota com essa fraude. Dizer que não sabiam é querer nos fazer de trouxas.