A nova cruzada da CUT

Telegram

Vagner Freitas, presidente da CUT, assinou manifesto em defesa do STF contra “ataques e discursos criminosos de ódio e violência”.

Em junho do ano passado, quando o tribunal julgou Gleisi Hoffmann, Freitas disse que estava “formado o teatro para condenar mais um petista” e que a “cruzada da CUT” era denunciar a “perseguição”.

O STF não está mais acovardado, diria Lula.

O julgamento que pode libertar Lula — e muitos outros condenados. CONFIRA

Comentários

  • Cleber -

    A CUT espera algo em troca com este afago "despretencioso" ao STF? Inconstitucionalidade da prisão de segunda instância?

  • Nina -

    Tudo depende de quem está presidindo a Corte.

  • VergonhaSTF -

    Se alguém tinha alguma dúvida da decadência do STF, : ser defendido pela CUT e o melhor sinal da ruína do STF.

Ler 48 comentários