Nova denúncia contra Cabral

O Ministério Público Federal apresentou nova denúncia contra Sérgio Cabral, incluindo o ex-chefe da Casa Civil Régis Fichtner e o coronel da Polícia Militar Fernando França.

Os três, que estão presos, são acusados de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Segundo o MPF, Fichtner recebeu propina de R$ 4,9 milhões com auxílio de França e anuência de Cabral.

Com base nas delações dos doleiros Renato e Marcelo Chebar, Cláudio Barbosa e Vinicius Claret, o órgão diz que o dinheiro era entregue em espécie pela transportadora TransExpert.

É a 29ª denúncia contra Cabral na Lava Jato.

Lava Jato bombardeada. Leia aqui

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 11 comentários
  1. Que do Brasil se fez uma cleptocracia é óbvio. Desafio é classificar o Rio. A rapina gerida por bandidos travestidos de políticos, certíssimos da impunidade, ali se mostrou hors concours.

    1. Não é à toa que se dizia que o RJ fora entregue a picaretas de todas as seitas e matizes, além das traças e baratas. Como o País, o Rio foi zumbificado e vampirizado. Urge desinfesta-lo.

  2. É o Rio fazendo o dever de casa. Os demais estados precisam se mexer;Maranhão, Bahia , Alagoas…Hoje saiu o índice de aprovação do Renan Filho, mais de 70% .Acorda gente ,larga esse cabresto.