ACESSE

Novo coronavírus chegou a Florianópolis em novembro, dizem pesquisadores

Telegram

Pesquisa da Universidade Federal de Santa Catarina divulgada nesta quinta (2) encontrou partículas do novo coronavírus em amostras do esgoto de Florianópolis colhidas em 27 de novembro.

Segundo a pesquisadora Gislaine Fongaro, da UFSC, ouvida por El País, trata-se da amostra mais antiga do novo coronavírus encontrada nas Américas até o momento.

Gislaine explica que as partículas do vírus são excretadas do corpo humano depois de já terem circulado pelo organismo, o que leva cerca de 20 dias.

Desse modo, o estudo indica que o coronavírus já estava entre a população da capital catarinense no início de novembro, “antes mesmo de termos ciência de sua rotina em pacientes, sejam assintomáticos ou sintomáticos”, afirma a pesquisadora.

O primeiro caso oficial de coronavírus no Brasil foi notificado em 26 de fevereiro, com o diagnóstico de um empresário de 61 anos que havia acabado de retornar da Itália para São Paulo.

Leia mais: A estratégia de Bolsonaro para chegar ao fim do mandato

Comentários

  • Antonio -

    Em vez acabar com a falta de saneamento ficam procurando vírus no esgoto

  • Paulo -

    DESDE AGOSTO DE 2019,O VÍRUS CHINES JÁ PASSEAVA PELO MUNDO E A ONU NÃO SABIA!CONCLUSÃO:A CHINA TEM A VACINA,O OBJETIVO FOI ALCANÇADO E FALTA AGORA O BODE EXPIATÓRIO! QUEM SERÁ?NÃO SOU CIENTISTA!

  • Daniel -

    Ou seja o vírus já estava circulando na China há bem mais tempo, mas de acordo com a OMS estava tudo controlado lá. Sei...

Ler 32 comentários