Novo defende PEC da 2ª instância para evitar casos como o de André do Rap

A bancada do Novo na Câmara soltou uma nota há pouco para criticar a decisão de Marco Aurélio Mello que soltou André do Rap, um dos líderes do PCC.

No texto, o partido afirma que a aprovação da PEC da segunda instância evita novos casos semelhantes.

“A polêmica mostrou como decisões monocráticas podem ser danosas, assim como a necessidade de aprovar a PEC 199/19 (prisão em segunda instância), pois se a medida já fosse possível, não estaríamos discutindo o caso em questão, afinal o preso já estaria em cumprimento de pena.”

A manifestação oficial da bancada foi divulgada após um candidato a vereador do Novo se manifestar favorável à decisão da soltura de André do Rap. “Tráfico nem deveria ser crime”, escreveu Marcelo Castro.

Leia mais: Combo Crusoé e O Antagonista+: comece a ler por apenas R$ 1,90
Mais notícias
TOPO