Novo ministro é contra “hegemonia” da polícia

O Estadão resgatou entrevista concedida por Wellington César ao portal Direito na Bahia, em abril de 2013. Então procurador-geral de Justiça, ele disse o seguinte:

“Não apenas a polícia, mas autoridades da saúde, fazendárias, entre outras, assim como as CPIs e outras instâncias podem colaborar no sentido de que a resultante do esforço persecutório no Estado republicano brasileiro fique mais aperfeiçoado, que não haja uma plena hegemonia que eventualmente conspurque contra os interesses coletivos de ver as infrações convenientemente apuradas.”

A resultante do esforço persecutório da Lava Jato será a prisão de Lula, a queda de Dilma e o retorno de Wellington César ao anonimato.

Faça o primeiro comentário