Novo ministro do Trabalho demite ‘peladeiro’ e ‘171’

Caio Vieira de Mello, o novo ministro do Trabalho, demitiu hoje seis servidores de confiança apadrinhados pelos petebistas Roberto Jefferson e Jovair Arantes, informa Vinicius Sassine em O Globo.

Um dos demitidos foi Leonardo Oliveira, que era chefe de gabinete da Secretaria de Políticas Públicas de Emprego e colega de pelada de Leonardo Arantes –sobrinho de Jovair e ex-secretário-executivo da pasta, preso na Operação Registro Espúrio.

Outro foi Tulio Pessoa de Oliveira, que era coordenador-geral de Recursos Logísticos e foi réu numa ação penal por estelionato. Como o caso envolvia quantias pequenas, ele fez acordo, com a obrigação de comparecer periodicamente à Justiça.

Os dois demitidos recebiam salário mensal de R$ 9.900.

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler mais 13 comentários
  1. Pra quê torrar R$ 50 BI-LHÕES por ano com a Fazenda e o Planejamento?
    Só pra sustentar FISCAL CORRUPTO, PROPINEIRO e fornecer cargos públicos para os amigos do rei! Até BÔNUS s/ multas esses MALANDROS recebem!
    Brasil tem que simplificar e reduzir impostos e tornar tudo eletrônico e automático!

  2. O Bolsa Família torra R$ 20 bilhões por ano, enquanto o Ministério do Combate à Fome torra R$ 80 bilhões!
    Para onde vão os R$ 60 bilhões restantes?
    Para os bolsos dos NABABOS do funcionalismo público e para os políticos corruptos da pasta!
    Chega de tanto ROUBO e INUTILIDADE no Brasil!

  3. Pra quê serve o Ministério do Trabalho no Brasil?
    São R$ 85 BI-LHÕES por ano de gastos públicos totalmente desnecessários!
    Só serve pra empregar BARNABÉS, MARAJÁS e apadrinhados políticos, só serve pra compra de votos no Congresso! Representa mais da metade do nosso déficit público!
    Fechem o LIXO!