Novo presidente da CNI já foi denunciado por corrupção

A CNI confirmou hoje o seu novo presidente, que assumirá interinamente no lugar de Robson Braga de Andrade, que chegou a ser preso neste mês pela Polícia Federal acusado de participação em esquema de propina envolvendo contratos do Ministério do Turismo com o Sistema S.

Trata-se de Paulo Afonso Ferreira, ex-presidente da Federação das Indústrias de Goiás e atual vice-presidente-executivo da CNI para o Centro-Oeste.

Ele é também o responsável pela ponte entre a entidade e o Congresso. Na CNI, chamam o cargo de presidente do Conselho de Assuntos Legislativos.

O Antagonista lembra que, em 2016, Paulo Afonso foi denunciado pelo MPF em Goiás no âmbito da Operação Decantação, que desarticulou uma organização criminosa responsável pelo desvio de cerca de 5,2 milhões de reais em recursos federais a partir da Saneago, empresa pública de saneamento do estado.

Comentários

  • Idgar -

    Sim, tiraram um safado com filme queimado e colocaram outro com o filme meio queimado... A gente pode até não gostar, mas nosso País é realmente o paraíso dos ladrões, larápios e que tais.

  • MOACIR -

    Sai o porcão cheio de dinheiro e entra o leitão, faminto.

  • Chris -

    Pelo visto essa entidade está totalmente comprometida.

Ler 39 comentários