Novos deputados do PSL "demonstram forte ligação ideológica com Bolsonaro"

O PSL, escolhido por Jair Bolsonaro para disputar a presidência, recebeu um número significativo de deputados na janela partidária encerrada na sexta-feira, confirma O Globo.

“Antes nanico, com apenas um deputado eleito no último pleito, o PSL ganhou nove deputados, todos na esteira do ex-capitão do Exército. Além de apostar na popularidade do presidenciável, os novos deputados do PSL, que incluem integrantes da bancada da bala, demonstram forte ligação ideológica com Bolsonaro, que conta com 5,2 milhões de seguidores no Facebook e está em segundo lugar nas intenções de voto para o Planalto, atrás apenas de Lula.”

Relembre aqui:

Bolsonaro atrai deputados para o PSL

 

Comentários

  • Luiz -

    Como pode o Luladrão estar à frente das pesquisas se nem mesmo os petistas de carteirinha votariam nele! Ele hoje nem mesmo em seu sindicato tem apoio; veja o que aconteceu com a convocação dos petistas para a sua defesa e showmisso regado a churrasco e muita bebida grátis, só foram no máximo 15 mil “vermelhos” para defesa do Lula, uma vergonha para os esquerdopatas, se levarmos em conta que são 50 mil filiados no sindicato e mais 10 mil filiados no MTST, são 60 mil, sem falarmos no “exército” do Stédile líder do MST, CUT, UNE e todos militantes dos partidos de ideologia comunista/socialista, essa mixuruca presença, só pode ser suportada pelo Ego do Lula com muita cachaça, ao ponto de subir no palanque com a “maldita” na mão disfarçada de água mineral. (rsrs).

  • João -

    Eu coloquei uma Bandeira do Brasil na minha varanda . Bolsonaro Presidente em 2018 e em 2022 .

  • Caetano -

    Forjar = Falsificar. Aqueles que estão acostumados a forjar o resultado das pesquisas feitas com o povo sobre a política brasileira, podem também FALSIFICAR o resultado apurado nas urnas durante as eleições de 2018. Por essa razão é que o controle durante (no dia da votação) e após, durante a apuração dos votos, deveria sem feita sob a supervisão total de autoridades competentes (ou das FFAA), para evitar qualquer tipo de manobra idealizada por pessoas indicadas pelos partidos com políticos acusados na Justiça Federal.

Ler 162 comentários