Números provam que militares controlaram o caos no Rio

Ainda se tenta dizer que a intervenção militar no estado do Rio, que termina hoje, foi um fracasso, mas a realidade dos números mostra o contrário.

Nove meses depois, diminuíram 8 dos 12 tipos de crimes monitorados pelo Instituto de Segurança Pública, como mostra O Globo.

Alguns exemplos: na comparação do período de março a novembro de 2017 a 2018, houve redução de 13,6% no número de homicídios dolosos; de 19,58% no de roubos de cargas (que alimenta as organizações criminosas); 7,7 no de roubo de veículos; 7,3 no de roubo a transeuntes; de 2,5% no roubo de celulares.

O caos foi controlado pelos militares. Não é milagre. É preciso organização, planejamento, rigor e continuidade no combate ao crime. Mas só autoridades honestas podem ter tudo isso.

Temos uma chance única de começar a limpeza do Judiciário. LEIA AQUI

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Bolsonaro deveria deixar Moro com o combate à corrupção, colarinho branco e chefões . Manter o ministerio segurança pública com Santos Cruz para dirigir intervenções contra bandidagem linha de

Ler mais 53 comentários
  1. Bolsonaro deveria deixar Moro com o combate à corrupção, colarinho branco e chefões . Manter o ministerio segurança pública com Santos Cruz para dirigir intervenções contra bandidagem linha de

  2. Em intervalo tão pequeno e de certa forma meio q de improviso e ainda assim são números significativos. Mostra q com um trabalho sério de longo prazo a violência pode reduzir de forma expressiva.

  3. O bom mesmo era que o BOLSONARO preenchesse o 2º e o 3º Escalão somente e tão somente com militares todos com nível superior e bastante técnicos além de conduta ilibada. Aí eu queria ver. os P

  4. Só não foi ainda melhor porque o JUDICIÁRIO atrapalhou e ainda continua atrapalhando. Vocês estão lembrados daquelas PRISÕES EM MASSA feitas naquela festa cheias de bandidos? O Juiz soltrou todo

  5. Recomendo aos Antagonistas que sobraram aqui no Brasil, fazerem uma viagem de SP-Petrópolis ou Região dos Lagos usando O Arco Metropolitano ou mesmo a Linha Vermelha. Coragem companheiros.

  6. Particularmente discordo. A solução tem de ser continuada, noite e dia, sem trégua. Pressão e ações constantes, senão de nada adiantará. Em breve, haveremos de assistir a outra intervenção.

  7. Depois de chegar no fundo do poço a segurança publica no Rio só tinha a melhorar com a intervenção. Nada demais foi feito, apenas o básico que deveria ser feito pelo Estado foi feito pelo Milita

  8. O problema é que não só o Rio, mas o Brasil inteiro está um grande caos: Rio Grande do Norte, Roraima, Recife, Fortaleza, etc. Os agentes políticos irresponsáveis têm q ter uma punição severa

  9. E pensar que O Antagonista, na sua raiva e incurável trauma pelo fracasso da maracutaia de Janot & Joesley, chamou esta intervenção de “Golpe de Temer” e, em maio, de “fracasso”…

  10. Imaginem se os militares tivessem poder discricionário para demitir sumariamente e de maneira legal e perfeita, todos do coronel ao recruta? O grande esquemao de propinas e SIMBIOSE sobrevive =/

  11. Pc. Problema do Rio: as autoridades do Rio. Políticos , funcionários públicos e policiais corruptos são os causadores do caos. PARABÉNS à intervenção pelo sucesso. A limpeza precisa continuar.

    1. Apesar das acusações de corrupção, Temer conseguiu fazer em 2 anos o que o PT não fez em 13.: Reduziu a violência e o desemprego, aprovou reformas importantes (trabalhista, por exemplo)…

    2. Concordo com voc~e Ciro. êle fez o máximo que foi possível para consertar a carniçaria deixada pelos que se diziam governantes desde 2003. só t ranqueiras