Nunca antes na história desse planeta

O acordo de leniência negociado pela Odebrecht, que conta também com investigadores dos Estados Unidos e da Suíça, pode ser o maior já fechado no mundo, segundo fontes ouvidas pela Reuters.

O atual recorde pertence à Siemens. Em 2008, a alemã pagou US$ 1,6 bilhão em multas a autoridades americanas e europeias, após admitir a prática de corrupção em diversos países.

O acordo de leniência, que é uma espécie de delação premiada de empresas, deve abrir esquemas de corrupção em vários dos 27 países em que a Odebrecht atuou.

Faça o primeiro comentário