ACESSE

"Nunca existiu vínculo profissional entre Rosângela e o advogado que trabalhou para Tacla Durán", diz defesa de Moro

Telegram

Rodrigo Sanchez, advogado de Sergio Moro, quer que os advogados que negociaram a primeira delação de Tacla Durán com a Lava Jato esclareçam “as razões pelas quais as tentativas de colaboração foram inviabilizadas”.

“A própria força-tarefa da Lava Jato em Curitiba já se manifestou formal e publicamente pela improcedência da retomada da delação de Rodrigo Tacla Durán”, disse a O Antagonista.

Ele considera que não há razões jurídicas para a retomada da relação por parte da PGR, que já arquivou em 2018 investigação sobre as mesmas denúncias do advogado-doleiro.

“Já foi tentado, indevidamente, relacionar a atividade profissional de Rosângela Moro com o escritório do advogado Marlus Arns, que trabalhou para Tacla Durán. Nunca existiu qualquer vínculo profissional entre eles. É sabido que Carlos Zucolotto, amigo de Sergio Moro, não é advogado criminal e já foi comprovado que ele não trabalhou para Tacla Durán.”

Leia também: EXCLUSIVO: MORO ATACA

Comentários

  • Orlando -

    Dr. Moro: com palavras bonitas , respeitosas e ponderadas, espero que o Sr. continue batendo com firmeza nesse presidente que tanto nos enganou.

  • Iones -

    É uma vergonha este tipo de comportamento. Vingança sem escrúpulo do governo e o pior é o PGR embarcar nesta.

  • Ulysses -

    Lastimável o comportamento deste governo que só provoca aborrecimento por ter votado nele.

Ler 87 comentários