Nunes Marques intima Kalil a garantir cultos e missas em BH

Nunes Marques intima Kalil a garantir cultos e missas em BH
Foto: Marcos Corrêa/PR

O ministro Kassio Nunes Marques intimou o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, a cumprir “com máxima urgência” a decisão que autoriza a realização de cultos e missas em todo o país de maneira presencial.

Kalil também terá de esclarecer “as providências tomadas, sob pena de responsabilização, inclusive no âmbito criminal, nos termos da lei”.

No entendimento de Nunes Marques, é grave uma “declaração pública de uma autoridade de que não pretende cumprir uma decisão” do Supremo.

Como mostramos, Kalil afirmou no Twitter que não seguiria a decisão monocrática do ministro que libera a realização de missas e cultos presenciais.

Na noite deste sábado, o advogado-geral da União, André Mendonça, também havia entrado com uma ação no STF reclamando que o prefeito de BH pretendia descumprir a ordem e proibir a realização de celebrações religiosas na capital mineira.

 

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
TOPO