Nuzman convoca a realeza como testemunha

Carlos Arthur Nuzman arrolou 40 testemunhas de defesa no processo contra ele na Operação Unfair Play.

Entre as testemunhas que a defesa do ex-presidente do COB quer chamar estão o rei da Holanda, Willem-Alexander, o príncipe Albert de Mônaco e Pelé.

Só faltou Roberto Carlos na lista.

 

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 25 comentários
  1. Dida,….é Dilma !!..
    Impressionante que ninguém, ninguém rouba menos de 100 milhões de reais.
    É daí prá cima. É ordem de grandeza…
    Milhares de ministérios, secretarias, empresas, agências… e todo mundo roubando.
    E roubando muuuuito !!.
    Impossível para o cidadão/contribuinte/eleitor SUSTENTAR tanta roubalheira !!..
    Ou o Brasil acaba com a corrupção, ou não verás país algum !!..

  2. O limite máximo é de 8 testemunhas. Os advogados jogam para ver se cola, se colou, colou, o processo se arrasta até a prescrição.
    .
    Isso deveria dar litigância de má fé. Mas o STJ diz que não existe litigância de má fé no processo penal por causa da “ampla defesa” na constituição. Nesse sentido, não deveria haver também no civil. Fizeram um contorcionismo para impedir a punição para as chicanas jurídicas dos corruptos. O Brasil de sempre.

    1. A Xuxa eu não sei, mas a Anita o Caetano e o Gil mereceriam a lembrança (caso não estejam na lista dos 40 quarenta). Principalmente a Anita que não perde nem velório de cachorro de estimação para aparecer.

  3. Mostra toda a pikaretice desse ladrãozinho metido a inteligente. Como se gente digna irá perder um segundo sequer com vigaristas dessa espécie. Depois de solto, pode se candidatar à “prisidência” da república. Os principais requisitos já possui.