O abate da Friboi

A Friboi está a caminho do matadouro. O Estadão, em reportagem publicada hoje, conta que os investigadores da Lava Jato encontraram uma planilha que sugere a existência de um contrato entre Paulo Roberto Costa e o Grupo J&F, controlador da Friboi e “maior doador de campanhas eleitorais em 2014”.

O contrato, listado em nome da J&F no computador de Paulo Roberto Costa, “tinha validade de 5 anos e previa o pagamento de 2,5% de comissão nos negócios fechados”. A J&F soltou uma nota dizendo que “não tem, nem nunca teve, nenhum contrato assinado com o sr. Paulo Roberto Costa”, mas a PF tenta descobrir se o grupo relacionou-se de alguma maneira com os saqueadores da Petrobras.

Faça o primeiro comentário