Petrobras e Sete Brasil, o acerto

Aldemir Bendine, o Dida, chegou a um acordo com a cúpula da Sete Brasil, segundo a Folha. A reportagem fala que a “empresa de sondas” cedeu a exigências da Petrobras.

Os nomes “Dida” e “Sete Brasil” estão no caderno vermelho do irmão de José Dirceu. À PF, Luiz Eduardo já confirmou o interesse de Dirceu na área naval e especialmente na Sete Brasil. No caderno do irmão de Dirceu, Dida surge associado a “Ricardo”, “CEF” e “Luiz”, numa “suposta casa”.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200