O acervo do museu em chamas

Eis abaixo o que, segundo o site oficial da instituição, formava o acervo do Museu Nacional do Rio de Janeiro, ainda sendo consumido pelas chamas.

“Não vai sobrar absolutamente nada”, como registramos há pouco.

“A formação do acervo do Museu deu-se primeiramente pela transferência para sua sede, de instrumentos, máquinas e gabinetes dispersos em outras instituições, pela doação de objetos de arte e da Antiguidade pela família real, pelas coleções existentes na Casa dos Pássaros, pela coleção de mineralogia, conhecida como Coleção Werner, e por peças etnográficas provenientes das províncias do Brasil. Hoje, com um acervo cultural e científico relevante é considerado o maior museu de história natural da América Latina.

A atividade de memória do Museu Nacional /UFRJ está representada no seu acervo sob diversas formas:

• Acervo Bibliográfico formado de livros, folhetos, periódicos, multimeios, in-fólios, obras raras, mapas, teses e dissertações pertencentes à Biblioteca do Museu Nacional e da Biblioteca Francisca Keller, do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social (PPGAS);

• Acervo Científico composto por exemplares representativos da biodiversidade, fósseis, objetos etnográficos e arqueológicos, pertencentes aos Departamentos de Antropologia, de Botânica, de Entomologia, de Geologia e Paleontologia, de Invertebrados e de Vertebrados;

• Acervo Documental constituído de material arquivístico, custodiado pelaSeção de Memória e Arquivo (SEMEAR) e pelo Centro de Documentação em Línguas Indígenas (CELIN).”

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. O lamento da minha neta aos 4,5 de idade. “Mãe a múmia e a preguiça se salvaram”, como reconstruir esse sonho seus imbecies. Agora 418 bilhões de obras nos países amigos será mas facil de explicar.

Ler mais 14 comentários
  1. O lamento da minha neta aos 4,5 de idade. “Mãe a múmia e a preguiça se salvaram”, como reconstruir esse sonho seus imbecies. Agora 418 bilhões de obras nos países amigos será mas facil de explicar.

  2. Com todo o devido respeito, mas ninguém considerou que todo esse acervo concentrado num único local, especialmente um prédio histórico em péssimas condições, era risco demasiado?

  3. Lula, Dilma e Temer podem ser chamados, tranquilamente, de terroristas. A capacidade destrutiva dessa gangue da ORCRIM suprapartidária é que é incomensurável. A ORCRIM mata. A ORCRIM destrói.

    1. Cleuza, vc esqueceu do Cabral, Eduardo Paes, César Maia, Rodrigo Maia, Piccianis, Benedita da Silva, Pezao… Vai faltar espaço para colocar o nome de todos…

  4. 8 Anos de Fernando Henrique Cardoso + 8 Anos de Lula + 6 Anos de Dilma + 2 Anos de Michel Temer = Destruição do Brasil. PT, MDB e PSDB destruíram o Brasil. Esse incêndio é um símbolo disso.

  5. Primeiro emprestou para Cuba e Venezuela. Há 3 meses, Museu Nacional assinou contrato de patrocínio com o BNDES. Acordo, no valor de R$ 21,7 milhões, serviria à restauração do prédio histórico.