O alerta de Ives Gandra (1)

O NasRuas entrevistou Ives Gandra Martins sobre a crise política, o impeachment e o mercadão de cargos. O Antagonista reproduz cinco trechos principais.

O primeiro trata do crime de “desvio de finalidade” na oferta de cargos para compra de votos de parlamentares contra o impeachment.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;

Ler 47 comentários
  1. O que precisamos é permanecer ecoando o repúdio à velha estratégia do toma lá dá cá, de que adianta mudar governo e permanecerem as velhas práticas? É preciso se indignar sempre! Quantas vezes já ouvi, entre outros, na “Gov” News, comentaristas políticos (Camarotti, a petralha Cristiana Lobo e outros) descrevendo, em momentos políticos importantes, tais práticas abomináveis sem nem sequer um ar de indignação, repúdio, senso crítico, é inacreditável! Relatam como se fosse “normal” a excrescência praticada. Uma exceção: Leilane Neubarth. Essa sabe se indignar!

  2. O nosso discurso nós brasileiros de bem, tem que focar nesse lema: “Se ela ficar nesse mandato, senhor deputado, no próximo você tá fora.” A população não vai esquecer de quem votar a favor do impeachment, já que o país estará em 2018 ainda muito pior do que hoje. E vai castigá-los não os reelegendo num eventual próximo mandato.

  3. Salve, Antagonistas! Infelizmente a prática do toma lá dá cá continuára sendo a mola mestra desse indecoroso presidencialismo de coalizão. Derrubar a quadrilha instalada e colocar outra com modus operandi similar desanima qualquer cidadão. Precisamos de uma reforma política urgentemente. Voto distrital e o fim do coeficiente eleitoral.

  4. Pergunta é sim legitima. Não adinta ter o puder de não fazê-la. O que nao pode é manter o status quo da corrupçao institucionalizada. Espero que o Temer entenda o recado da rua, para que não fiquemos na mesma com o mesmo. Precisamos de uma nova cultura política de que todos brasileiros devem exercer a política e participar dela não só na eleição. Que fique avisado. O Fora Dilma e Fora PT é apenas uma parte do problema que deve sim ser superado, mas ficaremos de olho. Pedimos que os parlamentares dignifiquem seus mandatos. Que mudem o Brasil para melhor.

  5. Estou ansioso para ver o desfecho catastrófico desse governo, mas precisamos focar no dia seguinte, e já ir preparando o terreno pois muito trabalho há de ser feito ainda, o impeachment é um paliativo…. não vamos deixar a mente vaguear nas entrelinhas e a perdermos a continuidade da descontaminação estatal escravagista….

  6. Algúem já parou pra pensar nesta combinação após o impeachment (que é o certo), mas: Dilma – Afastada. Temer – Assume o governo. Lula – Consegue passar pelo STF e se mantém como Ministro da Casa Civil por algum tempo até a conclusão do processo; Cunha – Não é cassado e se mantém na Câmara até abril 2017; Renan – Lava Jato não impõe nenhuma ação e este permanece no Senado até 2018; Pior que o Assad na Síria !!!! Meu Jesus, misericórida deste país!!

  7. Lula prestou ontem um novo depoimento (e não foi para esclarecer dúvidas sobre o sítio e o triplex) de 2 horas. Ele (Lula) tentou, através de seus advogados adiar e não conseguiu. Rodrigo Janot é um notório “capanga” do governo e não tem o menor pudor de dar pareceres estapafurdios (como o primeiro, aprovando a nomeação de Lula como Min.) a não ser que fatos gritantes o façam mudar de opinião. Hoje é Sexta e a noite, as capas das principais revistas vão vir a público.

  8. Gilson, o diferencial de Temer, Jucá e o PMDB é a voracidade mais contida e a ausência de objetivos globais. Sim, concordo, que um governo Temer estará longe do ideal, mas por outro lado é garantido que então sairemos do parafuso chato em que a nação se encontra e conseguiremos manobrar novamente. Sem impeachment vamos nos esborrachar.

  9. Quer saber f0da-ss3, que o Brasil quebre, não aguento mais tanta encenação e blá blá, quem sabe no Caos os brazucas “acordem pra vida”, por que estão agora mesmo curtindo a praia…cerveja e Bund@. Vou começar a torcer pra um 7X1 do Caos. Tem que começar por algum lugar, vamos deixar a Dilma ficar, to gostando do resultado, CAOSSSSS. Porr @

  10. poucos aqui 19 minutos. ….no entanto,vejam o patriotismo da Glo-bo !!!!!!!!! ,botou ao LULU-JO/JO LULA,no programa de ontem…..que o diga Luis Flavio Gomes !…que tristeça sem fim…………….

  11. Infelizmente, para lutar contra os bandidos no poder será necessário utilizar as mesmas armas senão teremos uma batalha desigual! Os bandidos no poder sem respeitar nada e a sociedade que trabalha e gera empregos nesse país utilizando métodos honestos, seremos liquidados como estamos sendo há 15 anos. Entendo que nessa fase precisamos liquidar os inimigos e expulsá-los do Palácio do Planalto e, depois preencher, os ministérios e cargos importantes, com gente séria e de qualidade, que não necessitem esmolas para ficar no poder e, reconstruir o País. Deus salve o Brasil!

  12. Quando termina o mandato do Lewandovsky na presidencia do stf? Quem deverá substituí-lo? Precisamos começar a pensar em jogos de médio de longo prazo, porque no curto prazo a realidade é queda da Dilma e Temer sentado na cadeira.

  13. Não gosto deste tipo de articulação, já estão empenhorando um governo que nem foi proclamado, fico preocupado com essas vendas de cargos num futuro governo Temer, será que não estamos trocando um franco por galo….não seria melhor essa cambada sair e recomeçarmos?? Fica a pergunta!

  14. Concordo com Fernando. Essa estratégia pode ser boa para um futuro imediatíssimo, mas será um tiro no pé e nas esperanças dos cidadãos que querem um Brasil que funcione, e bem. Estamos andando de lado, e afundando economicamente, há 15 anos. Se o PMDB quer realmente virar o jogo, terá que convocar gente competente para trabalhar a favor do País, e não tentar convencer a escória de outros partidos. Utilizem-se do procedimento venenoso instituído pelo Governo, e morrerão juntos.

  15. Guilherme, qual é o seu pensamento? Porquetambem achei tudo muito estranho em relação à mudança do Janot.. E o tal do depoimento ontem ( estranhíssimo) também tem relação com a PGR

  16. Eu também vi este discurso de posse e fiquei chocado com o oferecimento de ministérios para o PT! Discurso de Posse 5 minutos atrás Infelizmente, Romero Jucá, no Senado disse que o governo Temer terá Ministros do PT..

  17. Gilson, lamentavelmente teremos que passar por esses para prosseguir, é temer ou novas eleições com as tais urnas fraudadas com lula e Marina. O impeachment é só o começo, temos um longo caminho pela frente para fazer a faxina que tanto queremos!

  18. ATENÇÃO, ANTAGONISTAS! Não falei para não parabenizarem muito o Janot? Fato 1, Lula prestou ontem depoimento (às escondidas) de 2 horas ontem a tarde em Brasília; Fato 2, coluna do Claudio Humberto de hoje “Um vídeo com o ex-presidente Lula negociando cargos e outras vantagens pouco republicanas, ameaça acabar de vez com o governo Dilma. Há apreensão no Palácio do Planalto.” ; Fato 3, Janot muda repentinamente o seu parecer e pede a anulação de Lula como Ministro. Pergunta, o novo depoimento do Lula era referente a que?

  19. Não deixa de ser nojento também. Cargos tem que ser dados a técnicos por competência, e não por politicagem, agora nosso país está nas mãos de quem pagar mais para poder explorar depois…

  20. MORALIZAÇÃO JÁ – FIM DESSES CARGOS EM COMISSÃO Está na pauta da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado a PEC relatada por Alvaro Dias que restringe a quantidade de cargos em comissão na administração pública e estabelece que o preenchimento desses cargos terá que acontecer por processo seletivo público. A PEC, de autoria do senador Aécio Neves, prevê ainda que os cargos comissionados sejam preenchidos por critérios baseados em conhecimentos técnicos, capacidades e habilidades específicas. Somente o governo federal tem hoje cerca de 23 mil cargos de comissão.

  21. Romero Jucá está certo. Se o governo está cooptando membros do PP, PR, PSD e PTB, porque não o PMDB em um novo governo? O governo está provando do seu próprio veneno, da sua própria estratégia. Mas, convenhamos, há, de qualquer sorte, coerência na proposta de Jucá, porquanto, mesmo que o impeachment não passe, não existe mais qualquer possibilidade de governabilidade de Dilma. O mercado interno e o mercado externo, os institutos de avaliação de risco, todas as instâncias produtivas do país, as instituições e 80% da população não acreditam mais nesse governo.

  22. por favor precisamos de água e alimento. Aqui em Brasília existe um pequeno acampamento de brasileiros patriotas, situado atrás do estacionamento do STF. Seguindo o exemplo da Islândia, precisamos no mínimo de 10 mil pessoas aqui! Cadê o povo???