O amigo do papa

A Crusoé tem uma ótima reportagem sobre Juan Grabois, uma espécie de Guilherme Boulos argentino que usa sua amizade com o papa Francisco para promover a candidatura de Cristina Kirchner.

A melhor forma de apresentar Grabois e suas ideias é recordar o que já aprontou no Brasil.

Ele é aquele sujeito que, em meados do ano passado, foi barrado pela Polícia Federal em Curitiba quando tentou encontrar Lula na prisão. Ele queria dar de presente ao brasileiro um terço supostamente abençoado pelo papa Francisco. Não conseguiu e, em carta para Lula, publicada no site do MST, lamentou o episódio.

O sucesso (ou insucesso) do 'posto Ipiranga' vai determinar se o Brasil se entrega ao passado de vez ou se nos lançamos ao futuro. LEIA AQUI

Os assinantes da Crusoé podem ler a matéria completa aqui.

Comentários

  • Roberto -

    Segundo Decreto papal de Pio XII, o papa jesuíta que se passa por franciscano para enganar os desinformados, está AUTOMATICAMENTE EXCOMUNGADO !

  • REVOLTADO -

    Com vênia ao Santo Padre, que deve ler a Bíblia: "Quem anda com os sábios será sábio; mas o companheiro dos tolos sofre aflição! Não vos enganeis! As más companhias corrompem os bons costume

  • Daiane -

    Tadinho do inocente Papa, ludibriado pelo se amiguinho! Como se o Papa não soubesse quem são os KIrchner, que acabaram com a Argentina!

Ler 31 comentários