O aval de Lula para a propina da Schahin

Salim Schahin, na semana passada, confirmou as denúncias de Eduardo Musa e Nestor Cerveró.

Segundo a Folha de S. Paulo, ele disse aos investigadores da Lava Jato “que o aval do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi decisivo para que o grupo conseguisse um contrato bilionário com a Petrobras em 2007”.

Ele disse também que “o contrato foi uma compensação em troca do perdão de uma dívida milionária que o PT tinha com o banco Schahin”.

Ele disse igualmente que “foi o empresário José Carlos Bumlai, amigo do ex-presidente, que mencionou o apoio de Lula a executivos do grupo durante as negociações para livrar o PT da dívida”.

Faça o primeiro comentário