O BANCO 24 HORAS DE JANETE

Marcelo Odebrecht contou que Dilma Rousseff, além de negociar pessoalmente o dinheiro sujo para sua campanha, se comprometeu a liberar os pagamentos do BNDES para o Porto de Mariel.

Diz a IstoÉ:

“Marcelo pediu a intervenção de Dilma na liberação de repasses do BNDES para a construção do porto de Mariel, em Cuba, feito pela Odebrecht com financiamento de mais de US$ 600 milhões do banco de fomento brasileiro.

Dilma teria lhe prometido resolver o assunto em 24 horas”.

Faça o primeiro comentário